Acessibilidade na Web

Me passaram este link de um vídeo sobre acesssibilidade em páginas da internet:

http://blog.fspina.com.br/acessibilidade-na-web-custo-ou-beneficio/

O vídeo mostra bem o que eu sempre pensei, só com casos extremos, como no caso de pessoas que não enxergam ou não têm coordenação pra usar o mouse. Achei muito legal porque mesmo eu tendo boa visão (apesar de usar óculos) e coordenação motora (apesar de não conseguir praticar nenhum esporte), fico irritado com alguns sites por aí…

Era uma vez um site que continha o cronograma de um evento todo em Flash, em texto não-selecionável (portanto não copiável), numa janela de tamanho fixo (acho que era menos que 600×300) onde não cabia todo o cronograma, e portanto exigia rolagem (e provavelmente, não me lembro bem, a barra de rolagem era daquele tipo inusável). :-(

Acho que as únicas maneiras de salvar e imprimir aquele cronograma eram (1) copiar à mão ou (2) tirar fotos da tela do computador. Não consegui imaginar outra forma.

E tudo isso só era atingível depois de assistir a uma animação totalmente supérflua (pra piorar mais um pouco, imaginem a animação rodando num Pentium 75, que foi onde esse “causo” ocorreu). Mandei um baita e-mail xingando eles, e eles disponibilizaram o download do cronograma… em formato Word :-o . Ainda por cima eles disseram que pra eles e pra os designers o site parecia muito bom.

Segue abaixo a minha listinha de incomodações comuns nesses feitos por designers sem nenhuma consideração de acessibilidade

  • Site não redimensionável. Ruim: o usuário maximiza a janela mas o site continua pequeninho e centralizado. Pior: o site abre numa janela pop-up não redimensionável. Catastrófico: o site exibe algo que precisa de mais espaço e as barras de rolagem foram desativadas no pop-up.
  • Conteúdo todo em Flash. Ruim: não é possível localizar texto (até os mecanismos de busca se atrapalham com isso) nem navegar pelo teclado. Pior: não é possível copiar o texto e as barras de rolagem rolam em velocidade constante menor que 1mm/s. Catastrófico: você precisa imprimir o cronograma que está na página, o texto não é selecionável e o problema de redimensionamento também está presente.
  • Javascript desnecessário. Ruim: a maioria dos links abre pop-ups, campos de formulários onde até a tecla Tab é proibida e há links para history.back(). Pior: enquanto alguns links abrem obrigatoriamente pop-ups, outros links são na verdade código em Javascript que impedem o usuário de abri-los em outra janela ou aba (a aba que se abre fica em branco). Catastrófico: os links são o resultado de uma busca, contendo 50 itens ou mais, separados em páginas de 10 ou 20 itens cada e a pessoa é obrigada a ir no primeiro, voltar, ir no segundo, voltar, etc. (exemplo deste último caso: hagah.com.br!)

Pra quem usa leitores de tela, a situação é ainda pior; pior do que eu chamei de catastrófico! :-o

Anúncios

3 pensamentos sobre “Acessibilidade na Web

  1. De fato, essa é uma situação “alarmante” que está ocorrendo em vários sites encontrados na Web. Talvez um apelo aos webmasters – ou webdesigners, nem sei qual a diferença – para que façam prevalecer o equilíbrio e o bom senso no emprego da terminologia empregada em seus sites, poderia dar bons resultados… ou não? Ô_o”
    [ ]s

  2. blog.fspina.com.br » Blog Archive » Mais Acessibilidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s