Shows do a-ha

Dia 24 de março de 2009, acordando cedo pra pegar o avião. Que belo dia pra acordar com dor de garganta e com o nariz pingando! :-(

Mas eu estava muito otimista pra me importar com isso. O show era no dia seguinte e muitos antigripais e pastilhas pra garganta depois, no dia 25 eu já estava suficientemente bem pra ir ao show. Foi a melhora mais rápida que já tive, hehehehe! Ainda bem que a mãe foi junto pra cuidar de mim :-)

16:30h, pegando táxi para ir ao local do show, que era às 21:30h. Horas na fila… Encontrei um pessoal da comunidade do Orkut e fiquei ouvindo as conversas deles. Foi aí que eu fiz a bobagem de esperar em pé na fila o tempo todo. Claro, na hora eu não estava cansado. Só que às 20:00h, estávamos entrando e eu não agüentava mais ficar em pé, e para descansar eu acabei perdendo o meu lugar. Mas o pessoal foi legal e o lugar onde fiquei não foi nem um pouco ruim. Então eu já estava bem melhor quando o show estava por começar. Quando eu estava na fila já estavam comentando o fato de terem ouvido a passagem de som de Living a boy’s adventure tale, uma música não muito comum em shows. E foi com essa música que eles começaram.

Que emoção!!!!!!! Melhor show da minha vida! Eu que nem era tão fã da música Living a boy’s adventure tale adorei terem usado ela na abertura. Ficou linda!

Vou pegar a lista de músicas do site oficial do a-ha e dar uma comentada.

Living a Boy’s Adventure Tale (álbum: Hunting high and low, 1985)
The Blood That Moves The Body (álbum: Stay on these roads, 1988)
Cry Wolf (álbum: Scoundrel Days, 1986)
Scoundrel Days (álbum: Scoundrel Days, 1986)
Manhattan Skyline (álbum: Scoundrel Days, 1986)
I’ve Been Losing You (álbum: Scoundrel Days, 1986)
Minor Earth Major Sky (álbum: Minor Earth Major Sky, 2000)
Riding The Crest (álbum novo, que está pra ser lançado em 2009)
Shadowside (álbum novo, que está pra ser lançado em 2009)
I Dream Myself Alive (álbum: Hunting high and low, 1985)
Hunting High and Low (álbum: Hunting high and low, 1985)
Summer Moved On (álbum: Minor Earth Major Sky, 2000)
Train of Thought (álbum: Hunting high and low, 1985)
The Swing of Things (álbum: Scoundrel Days, 1986)
Stay On These Roads (álbum: Stay On These Roads, 1988)
What There Is (álbum novo, que está pra ser lançado em 2009)
Forever Not Yours (álbum: Lifelines, 2002)
Crying In The Rain (álbum: East of the sun, west of the moon, 1990)
The Living Daylights (álbum: Stay On These Roads, 1988)

Bis:

The Sun Always Shines on TV (álbum: Hunting high and low, 1986)
Analogue (álbum: Analogue, 2005)
Take On Me (álbum: Hunting high and low, 1986)

Como deve ter dado pra ver, privilegiaram os primeiros discos da banda. Isso foi uma bela surpresa, pois eu achava que iam tocar mais músicas do Analogue (tocaram só a faixa-título). Eu adoro o Analogue, mas não tem como não gostar do clima anos 80 dos primeiros discos. O setlist foi perfeito. Não tocaram nenhuma do Memorial Beach (tem umas dele que eu gosto bastante) mas o show não deixou de ser perfeito por causa disso.

A seqüência Cry Wolf, Scoundrel Days, Manhattan Skyline e I’ve Been Losing You foi ótima. Depois dessas quatro músicas do Scoundrel Days, eu estava até com receio de que deixassem de fora a The Swing of Things, mas que bom que acabaram tocando ela, só que um pouco depois! Ah, lembrei que na fila e na saída descobri que várias pessoas, como eu, estavam esperando por essa música. Não sou só eu que sou fã de The Swing of Things, então!

Depois de tocarem Minor Earth Major Sky, nos apresentaram duas músicas novas: Riding the crest e Shadowside. Na verdade, nós já conhecíamos essas músicas porque foram postados vídeos no Youtube de um show anterior em que a banda já tinha apresentado as novidades. As duas são bem legais, parece que o a-ha voltou aos synths dos anos 80.

I dream myself alive foi uma surpresa. É outra música do primeiro álbum que, assim como Living a boy’s adventure tale, não é muito tocada em shows. Foi bem divertido ouvi-la.

Chegou então a parte “acústica” (por assim dizer) do show, com apenas o trio tocando (teclado, voz e violão), sem a banda de apoio (que nesta turnê foi composta por um cara na bateria e outro fazendo todo o resto com vários Macs e um teclado). Tocaram duas músicas nesse formato: Hunting high and low e Summer moved on. Depois a banda de apoio volta pra fazer uma versão de Train of thought bem fiel à original do disco, cheia de elementos eletrônicos. Vem The swing of things (sobre a qual já falei) e Stay on these roads (também bem fiel à versão do disco, ao contrário da versão acústica que vinham tocando ultimamente).

A banda sempre agradece após cada música e de vez em quando solta uns “obrigado”, hehe. O Magne até perguntou algo como: “The «obrigado» still works after all these years?” antes de anunciar que viria mais uma música nova (mas esqueceu de mencionar o nome dela em SP): What there is (título meio estranho…). Também gostei bastante. O álbum que está por vir vai ser um álbum fácil de gostar. :-)

Mais três músicas e eles fazem de conta que vão embora depois de The living daylights. É claro que a gente sabia que eles voltariam para o bis. No bis, finalizaram com a clássica Take on me pra animar todo mundo! :-)

Saí de lá com a sensação de que “nem precisava de mais nada, estava tudo perfeito”. Eu ainda tinha o show do Rio de Janeiro pra assistir. Foi legal ir no do Rio pra pegar um lugar diferente, prestar atenção nos detalhes, e passar MUITO calor! Saí encharcado de suor (essa parte não foi tão boa, hehe). O setlist foi o mesmo, com pequenas diferenças na execução das músicas (uma mudança na letra aqui, outra mudança nos arpejos ali, bem pouca coisa).

Tenho até mais coisas pra contar, mas isto aqui está longo demais. Vou parando por aqui dizendo que foi tudo muito bom e valeu a pena! Até a minha mãe voltou perguntando se não tinha outra viagem pra eu levar ela qualquer dia desses!

Anúncios

Shows do a-ha — os preparativos

25 e 26 de março de 2009, a-ha no Brasil. São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente. Uma miniturnê composta de SP, RJ e e Chile que me pegou um pouco de surpresa neste começo de ano, mas foi uma ótima surpresa.

Depois de tantos shows a que eu fui nos últimos tempos e pra quem gosta de música dos anos 80 como eu, não dava pra deixar passar essa oportunidade, já que o a-ha é a minha banda favorita. E na indecisão sobre qual show escolher, escolhi ir nos dois do Brasil, hehehehehehehehe. Afinal, tudo tinha que dar certo e eu queria aproveitar bem. Eu não ia fazer uma baita viagem pra só 1 showzinho, né?

Pena que não vieram a Porto Alegre. Mas também eu pensei: melhor os shows em SP e RJ garantidos do que um em POA cancelado, como foi o do Duran Duran.

Eu, estressado pra planejar coisas como sou, não sabia por onde começar. Ingressos, passagens, hotéis e folga no trabalho: o que procurar primeiro? Comecei pelos ingressos e pela folga no trabalho. No segundo dia de vendas, já estava eu na FNAC de Porto Alegre comprando meus ingressos. Uma baita taxa de conveniência (20%), mas acho que é melhor do que comprar pela internet (pagar frete pra entregarem ingressos é brabo). E ainda conheci rapidinho um pedaço do Barra Shopping Sul. No trabalho, fui combinar pra tirar folga nos dias em questão. Consegui uma semana, pra poder viajar tranqüilo. Pra isso, tive que trabalhar quase todos os dias 2 horas a mais por um mês! E valeu a pena! :-)

Pra terminar, passagens e hotéis. É meio estranho estar com ingressos na mão e sem a viagem planejada, mas não dá pra fazer tudo ao mesmo tempo. Acho que seria mais estranho estar com a viagem planejada mas sem os ingressos, né? Umas pesquisas na internet e uns telefonemas depois, já estávamos de passagens compradas e reservas feitas. Eu disse “estávamos” e não “estava” porque minha mãe falou que não queria que eu fosse sozinho. Achei estranho ela se preocupar com isso (afinal, foi supertranqüilo quando eu vim morar sozinho em POA), mas tudo bem. Então chamei ela mesma pra ir comigo na viagem (mas não no show porque ela não pode ficar muito tempo em pé). Pronto, eu já tinha companhia. E ainda me ajudou a arrumar a mala e deixou toda a viagem mais tranqüila :-p

Daí era só esperar pela data da viagem, dia 24 de março, rumo a São Paulo. Continua…