Perigosa manifestação do populismo

Encontrei outro artigo digno de ser comentado sobre reforma ortográfica. A parte boa: colocaram duas opiniões antagônicas lado-a-lado. A parte ruim: eu ainda acho que a opinião contrarária à simplificação é agressiva, rebuscada e com falta de conteúdo. Mas talvez seja apenas um tipo de dissonância cognitiva minha, então vou tentar resumir e analisar o artigo da esquerda na imagem abaixo (com o título de “Discriminação disfarçada” e com a frase em destaque “a deterioração da norma culta é perigosa manifestação de populismo na linguagem escrita”).

1048116_802949069743473_7028504601196506699_o

Resumo e comentários meus:

  • O artigo diz: o que realmente importa é a a estrutura do ensino.
    • Correto.
    • Isso não invalida os benefícios de uma simplificação da ortografia.
    • Por que não ambos? Ensino básico eficiente e ortografia eficiente juntos!
  • O artigo diz: simplificação ortográfica é solução imediatista e populista, as soluções reais são mais complexas.
    • A posição contrária à simplificação será compensada com ações concretas para a melhoria da educação?
    • Sabe-se quais são as soluções mais complexas para que devem ser usadas no lugar da solução imediatista?
    • Suponha que uma grande melhoria na base da educação seja um enorme banquete, com algumas regras de etiqueta meio supérfluas. A simplificação da ortografia é um abacaxi descascado a facão. Já se percebeu que está difícil de organizar o banquete. Você escreveria um artigo em oposição ao abacaxi por ser a deterioração da norma culta?
    • E se o banquete não puder ficar pronto logo, que tal um abacaxizinho?
  • O artigo diz: a simplificação parte do princípio que as pessoas não têm condições de se educar e alcançar novo patamar cultural.
    • Bobagem.
    • Todos se beneficiam de regras mais simples.
    • Bem… Os únicos que não se beneficiam são aqueles que já decoraram um monte de coisas e não querem perder seu elevado patamar cultural.
    • Decorar grafias ilógicas não deveria ser motivo de orgulho pra ninguém. Não falo nem de entender regras lógicas, porque isso é bom. Falo das partes ilógicas mesmo.
    • Do mesmo jeito que não é motivo de orgulho saber regras de etiqueta de mil-oitocentos-e-só-tomo-banho-uma-vez-na-vida.
  • O artigo diz: objetivos nobres, mas que, na prática, se revelam nocivos.
    • Nocivo? Sério?
    • Dá para entender que reforma ortográfica não faz milagre, mas nocivo por quê?
    • Ah sim, acham que é discriminação. Já disse logo acima que discordo e expliquei por quê (se não quiser voltar ou se tiver déficit de atenção: todos se beneficiam com regras simples).
  • O artigo diz: deterioração, perigosa, nocivos, populismo…
    • Ah, pára.
    • Nociva foi a queda do acento do “pára” na mais recente reforma ortográfica!
    • Nocivo é achar que adicionando complexidades artificiais, teremos um patamar cultural mais alto.

Para finalizar e novamente deixar claro: não sou necessariamente a favor de mais uma reforma. Até porque existem infinitas combinações de propostas, e algumas podem ser muito boas e outras muito ruins, então taxar todas com o mesmo rótulo seria um erro primário. Uma poderia virar a escrita de ponta-cabeça (literal ou figurativamente) e outra pode apenas querer consertar as bobagens que fizeram com o “pára”, alguns casos do hífen, e (a minha reclamação favorita), a ambigüidade gerada pela remoção do trema.

Pergunte para um observador isento (um alienígena, por exemplo) o que ele acha de escrever igual as sílabas /ke/ e /kwe/. A resposta seria: “Por que alguém faria essa idiotice? Vão escrever «laranja» e «goiaba» iguais também?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s